Pular para o conteúdo

Vereador Rubens Uchôa Denuncia Condições Precaríssimas na UPA Norte de Palmas

Em uma inspeção recente na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região Norte de Palmas, o vereador Rubens Uchôa (UB), com mais de 20 anos de experiência na vida pública, externou sua profunda insatisfação com o estado alarmante do atendimento de saúde na capital.

O vereador, veterano em identificar e combater as deficiências nos serviços públicos, evidenciou a sobrecarga dos profissionais de saúde e as longas esperas enfrentadas pelos pacientes, sublinhando a urgência de intervenções no sistema.

“Estou mais uma vez aqui na UPA Norte, e é inaceitável a falta de respeito com o cidadão palmense. A escassez de médicos e enfermeiros persiste. O médico precisa se desdobrar para atender no consultório, nas enfermarias e também nas emergências. Isso é uma afronta ao direito básico à saúde,” afirmou Rubens Uchôa, com a autoridade de quem conhece profundamente os desafios do setor.

Ele destacou que a insuficiência de recursos humanos está comprometendo gravemente a qualidade do atendimento prestado. “Há pessoas que chegaram aqui ao meio-dia e até agora não foram atendidas. Isso é desumano,” relatou o vereador, ecoando as queixas dos pacientes que enfrentam esperas intermináveis.

Além de criticar o funcionamento da UPA, Uchôa dirigiu sua indignação para uma promessa não cumprida pela atual gestão municipal. “No plano de governo, foi prometida a construção do Hospital Público Municipal. Somos a única capital do Brasil sem um hospital municipal, mas, lamentavelmente, essa promessa não foi cumprida. Isso é inaceitável,” criticou o vereador.

Rubens Uchôa, com sua vasta experiência, clamou por ações imediatas da administração municipal para resolver essas questões prementes, reiterando a importância de respeitar e valorizar a saúde pública. O vereador comprometeu-se a continuar monitorando a situação de perto e exigindo soluções efetivas para os graves problemas enfrentados pelos cidadãos de Palmas no acesso aos serviços de saúde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *